segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Peregrinação de Monte Real a Santiago de Compostela em BTT - 2011





Partida de Monte Real no dia 5 de Outubro e chegada no dia 11 Outubro a Santiago de Compostela

1ºdia: Saída de Monte Real logo pela manhã visto que a etapa até Coimbra ainda era longa (103,77 kms). Foi uma manhão a rolar por estradões e algumas estradas até Ansião. Depois de almoço fizemos alguns trilhos técnicos pela serra, obrigando nalguns casos a circular com a bike à mão.

2ºdia:  Saida de Coimbra depois de caribadas as credenciais com rumo a Maceda em Ovar. Este era o dia de maior tirada 119,12 kms. Tivemos que acelerar o passo para evitar chegar de noite. Alguns trilhos, estradões e muita estrada de alcatrão.

3ºdia: Partida pela manha fresquinha de Maceda com intuido de rolar pelas ciclovias junto à Costa com rumo ao Porto. Esta era uma etapa de descanso do dia anterior, pois os 58,27 kms eram para rolar e recuperar forças. Que belas paisagens temos em Portugal. Aconselho a efectuar esta ciclovia de Espinho até à chegada ao Porto. Muito bom.

4ºdia: Saída do Porto com direcção a Braga. Esta etapa era constituida por estradões, estradas e alguns trilhos nas belas paisagens do Norte de Portugal. Efectuamos 63,99 kms.

5ºdia: Amanheceu em Braga, e lá nos pusemos a caminho de Valença. Os 75,24 kms deste dia tinham uma bela cereja. E que cereja: a Serra da Labruja. Ainda por cima depois das papas de serrabulho e os respectivos rojões e vinho verde. Mas que barrigada.

6ºdia: Depois de uma noite atribulada em Valença é de dia e hora de partir até Briallos que fica a 73,16 kms de distância. Depois de noite animada com o "amigo Inglês" é hora de pedalar. Deixamos o nosso belo Portugal e lá nos aventuramos por terras dos "Nuestros Hermanos". Bons estradões e trilhos. Gostei especialmente do estradão ao lado da linha do TGV. Que boa subida para treinar.

7ºdia: A seguir a uma noite bem comida, bebida (graças ao amigo Manel) e dormida em Briallos é altura de partir para o nosso objectivo final: Santiago de Compostela que fica nada mais que 50,87 kms. É hora de descompressão pois o dia é calmo e de aproveitar. Finalmente Santiago à vista. 

Depois de muitas aventuras e peripécias tenho que aproveitar mais uma vez para dar o grito de guerra por todos nós conhecido:
HALI..... BUT...
HALI..... BUT...
E para o próximo ano, espero estar aqui a relatar outra travessia, talvez quem sabe o Caminho Francês.

Boas pedaladas
SEVEN